“Como dizia o Poeta” e o encontro da “Turma do Cy”

“Como dizia o Poeta Vinícius de Moraes” é o nome do show do Quarteto em Cy em homenagem ao centenário de Vinícius que será comemorado em 2013. O Memorial da América Latina, em São Paulo, nos dias 19 e 20/10, recebeu o Quarteto em Cy, Georgiana de Moraes (filha de Vinícius) e Wanda Sá que deram uma prévia (e que prévia!) de como serão as comemorações do ano que vem. Mesclando poemas e canções de Vinícius de Moraes, além de muitas histórias com o Poeta, elas presentearam o público com um show impecável, extremamente emocionante e que colocou todo mundo em sintonia com o Poetinha. Após o show, mais uma surpresa: a “Turma do Cy”, amigos do grupo, que se conheceram através do Quarteto em Cy e mantém uma amizade de anos, se reuniu para comemorar o sucesso do espetáculo com as integrantes do Quarteto e presenteá-las de uma forma muito especial. Como dizia o poeta: “A vida é a arte do encontro”.

 

 

“Como dizia o Poeta Vinícius de Moraes”

Quarteto em Cy e Georgiana de Moraes, filha de Vinícius.

Quarteto em Cy e Georgiana de Moraes, filha de Vinícius.

Em 19 de outubro, se vivo estivesse, Vinícius de Moraes completaria noventa e nove anos de vida. Nesse dia a Fundação Memorial da América Latina iniciou as celebrações do centenário do escritor, compositor e cantor que será comemorado em grande estilo em 2013. O show “Como dizia o poeta Vinícius de Moraes” tem a participação do Quarteto em Cy, Wanda Sá e Georgiana de Moraes.

O Quarteto em Cy e Vinícius de Moraes fizeram muitos shows juntos. Vinícius as apresentava assim: “Estas são as minhas menininhas, são as quatro baianinhas que um dia descobri Quarteto em Cy. Se eu fosse solteiro com as quatro casaria, elas sempre assim: cantando o dia inteiro só para mim”. O nome Quarteto em Cy é uma invenção do próprio Vinícius e de Carlinhos Lyra para as irmãs Cylene, Cynara, Cybele e Cyva Sá Leite. A família é de Ibirataia (BA), onde despontou o talento para a música das irmãs. No início dos anos 60, Cyva, a mais velha, conheceu Vinícius, que lhe abriu as portas do mundo artístico carioca.

O primeiro disco do grupo é de 1964. Dois anos depois elas acompanham Vinícius e Baden Powel na gravação do disco “Os Afro-Sambas”. Já nesse ano iniciam longa carreira internacional, apresentando-se em programas de televisão norte-americanos como The Girls from Bahia. No ano anterior já haviam gravado “Caymmi and The Girls from Bahia”, pela Warner. Depois de algumas interrupções na carreira e mudanças de componentes, em 1980 o Quarteto em Cy retoma com a formação que permanece até hoje: Cyva, Cynara, Cybele e Sonya.

Wanda Sá é um nome seminal na Bossa Nova desde cedo. Aos 13 anos, matriculou-se na academia de violão de Roberto Menescal. Acabou sendo descoberta por Ronaldo Bôscoli e participou dos principais programas de televisão musicais do início dos anos 60, como “Dois no Balanço” (TV Excelsior) e O Fino da Bossa (TV Record). Também em 1964 lançou seu primeiro disco, “Wanda Vagamente”, com o sucesso “Inútil Paisagem”, de Tom Jobim e Aloysio de Oliveira. Tinha 19 anos. A faixa que fez mais sucesso foi “Vagamente”, de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli, que tocou muito nas rádios.

Wanda Sá e o Quarteto em Cy

Wanda Sá e o Quarteto em Cy

Em um momento de expansão da música brasileira, Wanda Sá, assim como o Quarteto em Cy, teve uma passagem importante pelos Estados Unidos. Em 1965 fez parte do Brasil 65, grupo de Sérgio Mendes, do qual fazia parte Jorge Bem e Rosinha de Valença, que excursionou pelo circuito universitário americano e por boates. Em Los Angeles foi “descoberta” pelo produtor de Nat King Cole e Frank Sinatra, Dave Cavanaugh, com quem gravou três discos nos EUA. Na volta ao Brasil, fez shows com Baden Powell, Vinicius de Moraes, Miéle… e não parou mais. Foi casada por 12 anos com Edu Lobo.

“Como dizia o poeta Vinícius de Moraes” tem a participação especial de Georgiana de Moraes, filha do Poeta. Ela conta histórias do pai e da sua poesia. A direção musical do show é de Tulio Feliciano e a iluminação de Marcelo Linhares. As cantoras são acompanhadas por Camilla Dias (piano), João Macedo(baixo), João Cortez ((bateria) e Andre Estrella(violão) . No repertório, sucessos comoSe todos fossem iguais a você”, “Eu sei que vou te amar”, “Tempo Feliz”, “Água de beber”, “Tomara”, “Regra 3”, além de poemas como “Poema Enjoadinho”.

Crédito (texto): Memorial da América Latina.

“O Encontro da Turma do Cy”

A Turma do Cy e o Quarteto.

A Turma do Cy e o Quarteto.

Seguindo o ensinamento de Vinícius de que “a vida é a arte do encontro”, a Turma do Cy nasceu desse encontro entre a música do Quarteto em Cy e seus admiradores. Mais do que um “fã clube”, a Turma do Cy é a reunião de amigos que foram sendo apresentados uns aos outros pelas próprias integrantes do Quarteto. Cada um já se correspondia através de cartas e e-mails com o Quarteto em Cy e foram elas as responsáveis por unir a turma toda. Formada por jovens de vários cantos do país, a Turma do Cy é hoje uma grande corrente de amizade que ultrapassa os anos e vem crescendo junta, uma vez que muitos membros da turma eram ainda adolescentes quando se conheceram.

Além de amigos das integrantes do Quarteto, os membros da Turma do Cy promovem ações de divulgação da obra musical do grupo, como o site oficial criado por Igor Garcia, a biografia escrita pela jornalista Inahiá Castro (que será publicada em breve) e este blog desenvolvido e dirigido por mim, Bia Campos, entre tantas outras ações, como um documentário ques está sendo elaborado com roteiro de Keyla Fogaça sobre a carreira do grupo.

O show do dia 20/10 reuniu a Turma do Cy inteira. Foi um momento muito especial tanto para nós, já que muitos se conheceram pessoalmente nesse dia (apesar da amizade de anos cultivada virtualmente), quanto para o Quarteto em Cy, que acabou ganhando um presente com a reunião da turma toda e de uma cartinha que preparamos para presenteá-las. Já que nos conhecemos e mantemos nossa amizade atráves de cartas e e-mails, nada mais significativo do que presenteá-las com uma carta simbólica, que representasse a nossa amizade. Com as bênçãos do Poetinha esse encontro foi possível e vai ficar registrado para sempre em nossa história e corações.

Por: Bia Campos

Vamos conferir com foi esse encontro!

1) O presente da Turma do Cy, a “Micyva quilométrica”, para o Quarteto.

 

2) E a tentativa para registrarmos o momento desse encontro. Reunir todo mundo não foi fácil, mas o resultado foi a foto acima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s